SIMULAÇÃO DE SITUAÇÃO PERIGOSA

Ao rodar pelas ruas e estradas, o motociclista deve ter em mente um plano de ação, que será executado se algo sair errado. Veja por exemplo o seguinte caso, que ilustra uma situação perigosa.

Área residencial, 50 Km/h.

A tábua está para cair da caçamba da picape. Não há acostamento. Será que há trânsito atrás de você? Há trânsito na outra pista? Há uma canaleta ao lado da pista, oculta pela grama?

Imagine a pior situação: a tábua possui pregos, e ela cairá no caminho da motocicleta. A picape pode freiar repentinamente, ou parar no meio da estrada. Você pode precisar freiar ou desviar para evitar a colisão. Veículos no sentido contrário podem bloquear sua rota de escape. Veículos atrás de você podem tentar desviar de você ou bater em sua traseira se você parar repentinamente.

Ação a ser tomada: Diminua a velocidade. Desvie da picape se a estrada estiver livre. Se o desvio não for possível, a segunda melhor opção é parar antes da tábua. Se também não for possível, considere subir na grama e daí parar. Lembre-se que as canaletas possuem seus próprios perigos, como obstáculos, sucata, entulho, e tração reduzida.

O importante, nesta e em outras situações de emergência, é ter um plano de ação. Isso evita perda de tempo precioso e diminui as chances de tomar a decisão errada. No dia-a-dia, comece a pensar no que faria, caso ocorresse uma situação de emergência na situação em que você está. Assim, você estará prevenido, se a emergência realmente acontecer.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

CAPACETE NO TANQUE? NC 750X - crossover

no Brasil R$ 28.990  Na crossover NC 750X, a Honda não apenas aprimorou o conjunto, mas também procurou potencializar as principais carac...